ARQ.ULBRA V PROMOVE O CONHECIMENTO E A INTEGRAÇÃO ENTRE ESTUDANTES, PROFESSORES E EGRESSOS

O curso de Arquitetura e Urbanismo da ULBRA Torres promoveu, de 12 a 14 de novembro, o ARQ.ULBRA V, tradicional evento de promoção do conhecimento e de integração entre estudantes e professores da instituição. A quinta edição do ARQ.ULBRA, realizado pela terceira vez em Torres, reuniu mais de 200 estudantes, além de professores, egressos e profissionais do RS. A programação contou com palestras, variadas oficinas e atividades de confraternização.  

A abertura do evento foi marcada pela oficina de reconstrução da geodésica, estrutura em forma de domo, idealizada pelo arquiteto americano Buckminster Fuller e reconhecida pela leveza e resistência, ministrada pelo arquiteto egresso Alex Reis. Originalmente construída em 2011, a geodésica se tornou logotipo do curso, através do croqui elaborado pela então estudante Prof. Marione Otto, pois seu processo de execução, em bambu, promove o espírito de coletividade, uma vez sua montagem exige a atuação simultânea de várias pessoas. Assim, sua reconstrução, além de proporcionar aplicação prática do conhecimento sobre estrutura e tecnologia construtiva, reafirma a importância do trabalho em equipe e da integração. 





















A primeira palestra, realizada na noite de quinta, foi ministrada pelo Arq. Lucas Obino, sócio fundador da OSPA Arquitetura e Urbanismo, que abordou os "Dez anos de trajetória profissional" do escritório que atua em diversas escalas e programas e possui projetos premiados em nível nacional, com destaque para o Campus Igara da UFCSPA e a Sede do CREA-PR. Além disso, o arquiteto apresentou o URBE.ME, primeira plataforma brasileira de investimento coletivo online voltada para o setor imobiliário, cujo objetivo é aproximar pequenos investidores e empreendedores inovadores.





Logo após a palestra, foi realizado o lançamento do livro “Por onde andam as crianças?”, de autoria da Prof. Bianca Breyer Cardoso, que discute a relação contemporânea das crianças com a cidade e se a rua realmente se esvazia como espaço de lazer e recreação na atualidade. Aliás, a oferta de livros e revistas especializadas ocorreu durante todo o evento, com a presença da Livraria do Arquiteto, na figura do estimado Ignácio Benitez, sempre um grande incentivador.


Seguindo o painel sobre a atuação do arquiteto e urbanista no mercado contemporâneo, na sexta foi a vez dos arquitetos Eduardo e Elen Maurmann apresentarem a trajetória do escritório Arquitetura Nacional, fundado em 2010. Pensado como empresa, o escritório possui um braço de arquitetura residencial e corporativa, outro de arquitetura industrial e um terceiro, que abrange a incorporação de edifícios. Em seu portfólio, que inclui edifícios residenciais premiados e amplamente divulgados na imprensa especializada, como o Praça Municipal 47 e o Kiev 104, figuram projetos para concursos nacionais, como o Teatro de Natal, premiado com menção honrosa. Além da produção arquitetônica, focada em qualidade e na aplicação de novas tecnologias, os sócios abordaram aspectos organizacionais e a experiência de implementação do sistema BIM.













Após a palestra, foi realizada confraternização organizada pelo CEA, com o já tradicional “Choripan da Arquitetura”, que reuniu os próprios palestrantes, diversos estudantes, professores e egressos, mantendo o espírito de integração promovido pelo evento.








O sábado foi reservado às oficinas, que ocorreram nos turnos de manhã e tarde e oportunizaram o efetivo envolvimento dos estudantes nas atividades teórico-práticas. A maior parte das oficinas tratou de temas relacionados aos meios de representação gráfica, focando também na comunicação pessoal: 

- Técnicas de Desenho [Korale]
- Marketing Pessoal [Adriana Peccin]
- Revit [CADS]
- Oficina de Fotografia [Arq. Marcelo Donadussi]:
















- Oficina Digital Humanizado [Ana Cristina Castagna + Marione Otto + Renata Matos]:





























- Oficina de Croquis de Observação [Efreu Quintana]:




- Oficina de Diagramação [Bianca Breyer + Marta Volkmer]:


A Oficina da Trilha nas 3 Torres, ministrada pelos professores Breno Clezar e Renata Matos, colocou os estudantes em contato com a natureza e mostrou detalhes sobre a preservação ambiental em área de proteção. Além disso, apresentou o histórico de intervenções paisagísticas no Parque da Guarita, que pretendiam inicialmente contemplar projeto do grande paisagista Burle Marx, mas acabaram sendo conduzidas pelo ambientalista gaúcho José Lutzenberger.



Por fim, a Oficina de Projeto para o Lounge do curso, ministrada pela egressa Luciane Lange e pela Prof. Karla Coelho, criou espaço de convivência junto à circulação de acesso às salas de aula.






























A noite de sábado foi marcada pela Festa de Encerramento organizada pelo CEA, na Lift Lounge Club, que coroou o ARQ.ULBRA V com mais um momento de integração e celebração do bem-sucedido evento.


A Coordenação do curso agradece a todos os envolvidos que, mais uma vez, demonstraram que as grandes conquistas são coletivas e que o curso de Arquitetura e Urbanismo ULBRA Campus Torres “é porque nós somos”. Um agradecimento especial aos arquitetos palestrantes Lucas Obino, Eduardo e Elen Maurmann que abrilhantaram nosso evento com sua atuação tão bem-sucedida, aos oficiantes convidados Arq. Alex Reis, Arq. Marcelo Donadussi, Arq. Luciane Lange, CADS e Koralle, por aceitarem o convite e dedicarem seu tempo na comunhão do conhecimento, ao livreiro Ignácio Benitez, pelo apoio e disponibilidade, aos professores oficinantes Adriana, Ana Cristina, Bianca, Breno, Efreu, Karla, Marione, Marta e Renata, por aceitarem o desafio de propor atividades complementares àquelas desenvolvidas em sala de aula e à toda equipe organizadora, composta por professores, pela secretária Ana Paula e pela equipe do CEA – Yasmin, Guilherme, Aline, Emerson, Júlia, Maiara, Nathália, Everton, Matheus e Maurício , sem os quais o evento não teria sido o sucesso que foi.    












Read More

VIAGEM DE ESTUDOS 2015/2: MINAS GERAIS DO SÉCULO XVIII AO SÉCULO XXI

O curso de Arquitetura e Urbanismo promoveu, de 29 de outubro a 02 de novembro, viagem de estudos a Minas Gerais. As viagens de estudo possuem caráter didático importante, especialmente para o nosso curso, cujo foco é a organização do espaço em nível arquitetônico e urbano, e objetivam desenvolver o olhar dos estudantes e ampliar seu repertório formal. 

O estado de Minas Gerais possui importância histórica, cultural e arquitetônica no panorama brasileiro. O roteiro do grupo, composto de 30 estudantes e os professores Karla Barros Coelho, Breno Clezar, Efreu Quintana, Marcos Bueno, Marta Volkmer e Moisés Vitoreti, teve início na cidade de Mariana. Junto com Ouro Preto, abriga exemplares da arquitetura barroca, criada por artistas como Aleijadinho, e guarda importante testemunho através da paisagem e do patrimônio preservado, por ter sido palco de manifestações culturais do ciclo do ouro. Em Mariana, foi possível conhecer o conjunto Arquitetônico da Praça Minas Gerais - a antiga Casa de Câmara e Cadeia, onde funciona hoje o museu que conta a história da cidade, e as Igrejas São Francisco de Assis e Nossa Senhora do Carmo- bem como a Catedral da Sé, Igreja mais antiga da cidade, com início de sua construção em 1713.








No segundo dia, o grupo conheceu a cidade de Ouro Preto, com visitas guiadas ao Museu Casa dos Contos e ao Museu da Inconfidência. O almoço teve como cenário o Grande Hotel, projetado por Oscar Niemeyer, com vista panorâmica do conjunto histórico. As Igrejas com arquitetura barroca impressionam pela riqueza dos adornos nos seus interiores. A cidade em si é uma aula da história do Brasil no período colonial.


















No domingo, o grupo se dirigiu a Belo Horizonte, capital do estado, dando prioridade ao Conjunto Arquitetônico da Pampulha, ícone da arquitetura modernista projetado por Oscar Niemeyer na década de 1940, considerado patrimônio da humanidade pela UNESCO. Foram realizadas visitas a todos os edifícios do conjunto: a Casa de Baile, o Iate Clube, a Igreja São Francisco de Assis, sendo que na Casa JK, atual Museu, e no antigo Cassino, atual Museu de Arte, as visitas foram guiadas.

















O quarto dia foi dedicado à região central de Belo Horizonte, quando o grupo pode conhecer as novas estações de BRT da cidade e o Museu de Artes e Ofícios – MAO, espaço cultural que abriga acervo representativo do universo do trabalho, das artes e dos ofícios no Brasil, cuja sede ocupa dois prédios antigos tombados pelo patrimônio. Além disso, foi realizada visita ao Conjunto Arquitetônico da Praça da Liberdade, composto pelo Memorial Minas Gerais Vale, que traz a alma e as tradições mineiras contadas de forma original e interativa através de cenários reais e virtuais que levam os visitantes do século XVIII ao século XXI; pelo Centro Cultural Banco do Brasil, cujo prédio foi concebido por Luiz Signorelli, fundador da Escola de Arquitetura de Minas Gerais, e é tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais; pelo Palácio da Liberdade e o Edifício Niemeyer.
O roteiro foi coroado pelo Instituto Inhotim, que reúne importante acervo de arte contemporânea e se consolida como vitrine da arquitetura brasileira atual, num cenário de grande beleza natural localizado na pequena cidade de Brumadinho. Ao longo do dia, o grupo percorreu os pavilhões de diversos artistas e as demais instalações, com destaque para a Galeria Tunga e o Restaurante Oiticica, projetados pela Rizoma Arquitetura, e o Centro de Educação e Cultura Burle Marx, projeto dos Arquitetos Associados ganhador da terceira edição de O Melhor da Arquitetura, indicado ao 9º Prêmio Jovens Arquitetos 2009 do IAB SP e, mais recentemente, ao 1º Prêmio das Américas Mies Crown Hall (MCHAP), do Instituto de Tecnologia de Illinois, nos Estados Unidos.


A Coordenação do curso agradece, mais uma vez, a todos os envolvidos, aos professores que dedicaram seu tempo e, principalmente, aos alunos que se entregaram a esta experiência de forma tão intensa. Temos certeza de que atividades desta natureza são transformadoras e agregam imenso valor à formação acadêmica.

As viagens de estudo já são uma tradição em nosso curso, a cada semestre lançamos um novo destino, cujos roteiros intercalam as diferentes escalas, de passeios locais a viagens internacionais, a fim de oportunizar a participação do maior número de estudantes. Participe da próxima!                                         
Leia Mais

EQUIPE DA ULBRA CAMPUS TORRES REPRESENTA O CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO NO XIII ENCONTRO NACIONAL E IX ENCONTRO LATINO-AMERICANO DE CONFORTO NO AMBIENTE CONSTRUÍDO

Entre os dias 15 e 17 de outubro, uma equipe do curso de Arquitetura e Urbanismo da ULBRA Campus Torres, composta pela Prof.  Graziella Radavelli e os estudantes Gieltom Luiz Pereira, Guilherme de Oliveira Neto, Guilherme Thomé, João Elizandro Silva Santos, Patrícia Campos e Wagner Medeiros, participou do XIII Encontro Nacional e IX Encontro Latino-americano de Conforto no Ambiente Construído (ENCAC/ELACAC 2015), realizado na PUC Campinas/SP.




















O ENCAC/ELACAC 2015 é um evento bianual promovido pelo Grupo de Trabalho de Conforto Ambiental de Eficiência Energética da Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído (ANTAC), e que abre espaço para apresentação de pesquisas e discussões sobre Conforto Térmico do Ambiente Construído, Iluminação Natural e Artificial, Acústica Arquitetônica e Urbana, Eficiência Energética, Ergonomia e Avaliação Pós-Ocupação.


Além das temáticas acima descritas, a Bienal José Miguel Aroztegui, concurso de projeto de arquitetura bioclimática para estudantes de graduação de universidades brasileiras e ibero-americanas, integrou as atividades do evento. O concurso apresenta, a cada dois anos, um tema diferente, enfocando sempre o incentivo à incorporação das técnicas bioclimáticas na construção do habitat humano, com otimização de sua qualidade ambiental e de sua eficiência energética por meio do uso privilegiado de recursos naturais renováveis. Na presente edição, o desafio apresentado aos estudantes foi o de “Abrigos de Emergência”, cabendo às equipes elaborar projeto de construções temporárias para a acomodação de desabrigados por motivo de desastres naturais e outras causas como incêndios, desmoronamentos e desocupações de edifícios existentes, segundo os preceitos da Arquitetura Bioclimática, devendo, portanto, dotá-las de condições de conforto ambiental para a habitabilidade com qualidade, segurança e o mínimo de consumo energético possível.

A equipe da ULBRA Campus Torres participou da IX Bienal com o projeto intitulado “Colméia Esperança”, que contou com a supervisão da Prof. Carolina Jochims, responsável pela disciplina de Conforto Ambiental, além da orientação do Prof. Eng. Moisés Vitoreti, responsável pelas disciplinas de Sistemas Estruturais. O projeto concorreu com os outros 30 trabalhos de instituições latino-americanas e participou da exposição realizada durante o evento.  



















Em paralelo ao concurso de projetos, a Prof. Graziella Radavelli, participou de sessão técnica sobre Acústica Arquitetônica e Urbana, durante a qual apresentou o artigo científico “Isolamento sonoro de parede em light steel frame vs. isolamento sonoro de paredes convencionais”, parte de sua pesquisa de Mestrado em Engenharia Civil, desenvolvida em 2014 na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Além disso, durante os três dias de evento, a equipe da ULBRA assistiu a palestras de renomados profissionais brasileiros e estrangeiros na área do Conforto Ambiental, entre eles, Fernando Rutkay Pereira, Klaus Bode e Shelley MacNamara.



A Coordenação do curso parabeniza a equipe pelo empenho e dedicação com que representaram o curso de Arquitetura e Urbanismo da ULBRA Campus Torres neste importante evento, contribuindo para a consolidação das atividades de pesquisa e extensão, especialmente no âmbito do Conforto Ambiental e da Eficiência Energética. 
Leia Mais

PESQUISA E EXTENSÃO ARQUITETURA E URBANISMO ULBRA TORRES PARTICIPAM DO EXPOULBRA EM CANOAS

A fim de promover o intercâmbio de conhecimento e divulgar as atividades de Pesquisa e Extensão realizadas ao longo do ano de 2015, o curso de Arquitetura e Urbanismo participou do EXPOULBRA, mostra realizada de 20 a 22 de outubro no campus de Canoas.





Integrantes do projeto de pesquisa sobre a Inserção Urbana de Estabelecimentos Assistenciais de Saúde no Litoral Norte, vinculado ao grupo “Arquitetura e Urbanismo no Litoral Norte do Rio Grande do Sul”, participaram do XXI Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, espaço voltado para a socialização do conhecimento científico. A equipe, coordenada pela Prof. Bianca Breyer Cardoso, apresentou os resultados parciais da análise da relação que os três principais hospitais gerais da região estabelecem com seu entorno. Os estudantes Guilherme de Aguiar Sparremberger, Júlia Carolina Zielke e Wagner Oliveira de Borba apresentaram, respectivamente, a análise do Hospital Santa Luzia, de Capão da Canoa, do Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, de Torres, e do Hospital São Vicente de Paulo, situado em Osório. O evento oportunizou à professora e aos alunos envolvidos importante interlocução com outros professores pesquisadores, cujas contribuições reiteram a intenção de dar continuidade ao projeto em 2016, possivelmente, com a inclusão de outros tipos de equipamentos, como postos de saúde e UPAs.     


Representando o Escritório Modelo do curso, os professores Efreu Quintana e Marta Volkmer, e as acadêmicas Tuani Scheffer e Júlia Carolina Zielke participaram do eixo Tecnologia, Produção e Inovação do VII Salão de Extensão, cujo objetivo é a divulgação e promoção dos projetos de extensão comunitária desenvolvidos em nossa Universidade. Na ocasião, a equipe apresentou dois dos projetos desenvolvidos pelo Escritório Modelo em 2015. Primeiro, o projeto do Consultório Odontológico Hospitalar, elaborado para o convênio do curso de Odontologia da ULBRA Campus Torres com o Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, a fim de oportunizar espaço adequado aos atendimentos comunitários realizados pela equipe odontológica também através de projeto de extensão. Em seguida, foi apresentado o projeto da Unidade Básica de Saúde Indígena, localizada na aldeia indígena do Campo Bonito em Torres, que também objetiva oferecer espaço adequado ao atendimento básico de saúde ofertado à população residente. Os dois exemplos destacam o papel fundamental que a Arquitetura exerce não só na qualificação direta dos espaços de saúde mas, especialmente, como pode contribuir na melhoria do atendimento prestado à comunidade.  



A temática semelhante, tanto na Pesquisa quanto na Extensão, reforça o compromisso do curso de Arquitetura e Urbanismo da ULBRA Campus Torres em promover a reflexão do processo de construção das cidades em todas as suas escalas, do urbano ao arquitetônico, do regional ao local.

A Coordenação do curso parabeniza todos os professores e alunos envolvidos, pela participação no EXPOULBRA e pela contribuição à qualificação permanente de nossa instituição, ao promoverem o fortalecimento do tripé ensino, pesquisa e extensão.     

Leia Mais

PALESTRA SOBRE CAPTAÇÃO DE ENERGIA SOLAR DÁ CONTINUIDADE ÀS DISCUSSÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

Dando continuidade à parceria com a Magnani Materiais Elétricos e Iluminação, empresa do ramo de Green Energy, iluminação e automação, foi realizada palestra no dia 23 de setembro, sobre o Sistema Fotovoltaico para captação de Energia Solar. 


Abordando aspectos relacionados ao Conforto e à Sustentabilidade Ambiental, os representantes da Magnani apresentaram a tecnologia de placas fotovoltaicas, destacando as vantagens e benefícios do sistema. Além da explanação teórica, foram exibidas amostras de placas fotovoltaicas. Os palestrantes destacaram também a correlação do sistema fotovoltaico com a iluminação em LED, mais adequada pelo baixo consumo energético.




A Coordenação do curso agradece à Magnani, pela recorrente disponibilidade e por contribuir para a qualificação de nossos estudantes através da parceria firmada desde a criação do LABCON - Laboratório de Conforto e Eficiência Energética da ULBRA Campus Torres.
Leia Mais

ULBRA TORRES PROMOVE PALESTRA SOBRE LAJES NERVURADAS EM PARCERIA COM A ATEX DO BRASIL

O curso de Arquitetura e Urbanismo da Ulbra Campus Torres promoveu, no dia 21 de setembro, palestra sobre lajes nervuradas com moldes recuperáveis, em parceria com a Atex do Brasil, pioneira e líder de mercado na comercialização de fôrmas para esta finalidade.


Tendo como público alvo não só os acadêmicos do curso, mas também egressos e profissionais do ramo da construção civil, a palestra foi organizada pelo Prof. Eng. Moisés Vitoreti, responsável pelas disciplinas de Sistemas Estruturais. Como ministrante, o Engenheiro Civil Marcos da Costa Terra, professor titular de Construção Civil da Escola de Engenharia Kennedy e de Construção de Edifícios da PUC-MG, diretor técnico da Atex do Brasil, que possui larga experiência em projeto estrutural, tendo sido responsável pelos projetos do Mineirinho, Fiat-MG, Belgo Mineira, Usiminas, Acesita, Brahma, entre outros.


A palestra abordou a natureza das lajes nervuradas, focando nas soluções em fôrmas recuperáveis desenvolvidas pela Atex, capazes de reduzir o custo de construção e os impactos ao meio ambiente. Além disso, o Eng. Marcos Terra apresentou o processo executivo das lajes e tratou de questões normativas, relacionadas principalmente às normas de proteção contra incêndio, à recente norma de desempenho das edificações habitacionais e às questões acústicas. A excelente explanação permitiu não apenas observar a qualidade da tecnologia construtiva apresentada, mas, principalmente, a importância do suporte técnico de profissionais especializados no desenvolvimento de novos produtos e soluções.



A Coordenação do curso agradece ao Prof. Moisés, pela iniciativa e pela organização da atividade, bem como aos representantes da Atex do Brasil, pela disponibilidade em compartilharem o conhecimento técnico, auxiliando na formação de nossos estudantes e na atualização dos profissionais de nossa região. 


Saiba mais sobre as formas recuperáveis para lajes nervuradas em:

http://www.atex.com.br/













Leia Mais